quinta-feira, 21 de junho de 2012

Uma velha cabana (parte I)






      Em Trás-os-Montes existe uma pequena cabana de madeira muito clara e limpa, brilhante como se tivesse sido pintada por um verniz transparente. Tem umas cortinas azuis e com brilhantes brancos como estrelas, uma porta laranja e um telhado muito bonito. 
      Não se sabia quem era o dono da cabana porque ele nunca saía de casa. Só se sabia que vivia lá alguém por causa de se ver sombras e luz. Os pais diziam aos seus filhos que se não dormissem o homem saía de casa e os levava como se fosse uma espécie de papão. 
      Mas um dia o presidente da câmara fez uma reunião com todos os habitantes, menos aquele estranho.
O presidente queria apresentar um plano para espiar aquele habitante. Na noite seguinte, foram-no espiar por uma janela. Como ele usa cortinados, só se via uma sombra que dava o ar de quem estava a preparar uma poção mágica.
      Todos tremiam de medo de serem envenenados por aquele estranho. 

terça-feira, 1 de maio de 2012

quarta-feira, 25 de abril de 2012

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Que disparate!


Eu pensava que uma desparasitação era uma operação que se fazia para as pessoas não fazerem mais disparates.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

O que vai acontecer ao Snnopy na noite de natal?

A mascote do blogue anda muito atrapalhada a preparar as coisas para o dia de natal. Mas, infelizmente, em vez de colocar os doces nas taças, coloca-os na sua boca. Assim, as taças estarão vazias para o natal e os doces irão acabar rapidamente. A mascote do blogue é um pouco vaidosa. Por isso, em vez de colocar as fitas na árvore de natal, coloca-as no pescoço para parcer que tem belos cascois. Como a mascote do blogue é curiosa, desembrulha as prendas que estão num cantinho para distribuir. E como a nossa mascote  costuma ter frio, guardou  a lenha para o dia de natal e com ela fez uma fogueira bem grande e quente. Conclusão, gastou a lenha reservada para o dia de natal.

O que irá acontecer no dia de natal à mascote do blogue?

domingo, 6 de novembro de 2011

A árvore rabugenta

Imagem: The angry tree zine
Era uma vez uma árvore que estava sempre rabugenta. Resmungava por tudo e por nada, sempre amuada e com muita preguiça.
Se não a regavam todos os dias, batia com os seus ramos nas casas. Um dia, de tanta água beber, sentiu-se mal e, desde aí, quis ser regada uma vez por ano. Ao fim de três meses estava com um aspeto velho, feio e seco, sem graça nenhuma.
Quando os pássaros decidem fazer o ninho nos seus ramos, resmunga, dizendo que fazem cocó por todo o lado.
Um dia os donos da árvore, fartos de tanta resmunguice, decidiram mudar de casa, juntamente com os animais.
Passado pouco tempo a árvore sentiu-se só e decidiu ir ao feiticeiro Nuno (o inventor) e disse-lhe:
- Senhor feiticeiro…
- Sai mas é daqui, árvore inútil! – disse o feiticeiro sem a deixar acabar a frase.
A árvore saiu dali a resmungar que assim e que assado. Entretanto decidiu ir a casa do Castor Maroto:
- Senhor Castor Maroto…
- Sai mas é daqui! Não te quero aturar. – disse o castor, sem a deixar acabar a frase.
Desde que é rabugenta, a árvore procura alguém com quem viver, aprender, brincar e ainda alguém com quem possa casar e ter filhinhos. O que ainda não aconteceu.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Cuidem bem da Natureza!


Queria saber uma coisa.
Porque poluem a natureza
Que é a nossa riqueza?

Ai, ai natureza,
Tão cheia de beleza
Merecem ser castigados
Disso tenho eu a certeza.

Espero que mudem,
Ou tudo acabará mais cedo.
Porque te poluem?
Será que não têm medo?

sábado, 24 de setembro de 2011

Se eu fosse deputada II


Se eu fosse deputada,  fazia uma lei que não permitisse que as pessoas deitassem lixo para o chão, pois se o fizessem pagavam uma multa mais cara do que mil euros, e se não tivessem dinheiro limpavam as ruas para ganhá-lo.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Regresso às aulas

Sabem uma coisa, eu sinto-me muito feliz porque quando começarem as aulas vou poder estar com as minhas amigas, e não é só, também vou poder aprender coisas novas! Eu já tenho saudades de brincar, pular e correr com as minhas amigas, por isso estou muito ansiosa.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

sábado, 30 de julho de 2011

O relógio atrasado


Dois senhores estavam num prédio.Um deles disse:
-O meu relógio caiu!!!
Depois começou a olhar para cima. Disse o outro:
-É suposto olhares para baixo.
-Ele está cinco minutos atrasado.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

O pirilampo sem luz


Era uma vez um pirilampo que não tinha luz.
Os irmãos e os outros não gostavam dele. Quando estava a brincar no parque ninguém ia para lá. Um dia, estava vaguear pela floresta e encontrou um gato sem pêlo. Ficou com medo que o gato o comesse mas isso não aconteceu. O gato disse:
- Na floresta ninguém é meu amigo por não ter pêlo. Os insectos como tu têm medo que eu os coma mas eu não faço mal a uma pulga.
-Eu percebo isso, também me acontece por ser um pirilampo sem luz, queres ser meu amigo? – disse o pirilampo sem luz.
- Claro que sim!!!
E viveram felizes para sempre.

domingo, 3 de julho de 2011

Anedota

O professor chega à escola e diz:
-Como andamos a estudar animais tenho aqui um rato...
-Professor isso é um hamburguer!- interrompeu o Miguelinho.
-Óóóóóóóóó!!!Comi o rato ao almoço!!!

sábado, 25 de junho de 2011

Seres como és

Não faz mal
Ter os pés grandes.
Tu és como és!

Não faz mal
Ser narigudo
Ou então orelhudo.

Não faz mal
Ser lambareiro
Ou ter de nome
de telheiro.

Não faz mal
ter namorado
e andar sempre no telhado ...

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Visita de estudo a Coimbra

Olá!

Hoje cheguei a casa muito feliz! Sabem porquê? Porque no meu último dia de aulas fui numa visita de estudo ao Exploratório e ao Portugal dos Pequenitos. No Exploratório fiz experiências muito engraçadas e no Portugal dos Pequenitos vi casas tradicionais com os seus utensílios e ainda brinquei!

terça-feira, 21 de junho de 2011

Festa da escola


Hoje foi um dia muito divertido para mim e também atarefado. Foi a festa da escola!
Primeiro vimos canções e peças de teatro, e nós participámos.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Pega monstro

 Olá hoje venho muito feliz, sabem porquê? Porque na escola fiz um pega monstro.Quando cheguei a casa perguntei ao pai se me podia comprar uma corda de saltar. Depois diverti-me a valer com ela.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Peixe

Era uma vez um animal. Um animal sem espécie, ou melhor, não sabia. Um dia o animal foi perguntar aos outros de que espécie era.
Foi perguntar á serpente:
-Achas que sou da tua espécie? Tenho escamas como tu.
-Tão pequeno, não pode ser.
Nadou, e encontrou o leão:
-Achas que sou da tua espécie?
-Tu!!! Não tens nada a ver comigo.
Nadou e encontrou o cisne:
-Achas que sou da tua espécie? Nado como tu.
-Tu és um peixe, um peixe lindo e amoroso.